Sabia que pelo menos 30% de toda a comida produzida no mundo acaba por ir parar ao lixo? Parece um número assustador, mas é verdade. Porém as estatísticas não ficam por aqui. Dos alimentos desperdiçados, pelo menos 55% são frutas e vegetais. Todos eles alarmantes dados estatísticos enaltecem números que mais do que nunca merecem a nossa atenção. 

Mas o que podemos considerar desperdício alimentar?

O desperdício alimentar é toda e qualquer perda que ocorre e qualquer fase da cadeia alimentar que implica que os produtos não cumpram o seu propósito. 
Para que tenha uma ideia, os números estimam que em Portugal sejam desperdiçados mais ou menos 1 milhão de toneladas de alimentos. O mesmo país em que cerca de 360 mil pessoas passam fome.

Como podemos diminuir o desperdício alimentar?

Existem no nosso dia a dia, muitas práticas que podemos adotar enquanto consumidores com vista a reduzir o nosso desperdício. Algumas práticas são mais simples que outras, mas todas elas, com algum ajuste vão adaptar-se ao seu dia. 

  1. Reavalie o que lhe faz falta na hora das compras
    Provavelmente a dica mais útil. Esta dica vai ajudar a que não só evite o desperdício alimentar, como também a poupar alguns euros no final do mês.
    Bem sabemos que é comum, numa ida ao supermercado, fazer algumas compras por impulso. Muitas delas de coisas que nem precisamos na verdade. Aproveitar para comprar artigos só porque estão em promoção é um mau ponto de partida. Isto claro, se não estiver mesmo a precisar deles. Muitas vezes uma compra em grande volume, pode implicar que os produtos acabem por vencer a sua validade. Isto faz com que acabem por ser deitados ao lixo.
    Dica: Antes de sair de casa, faça uma lista realmente do que precisa de comprar. Garanta que quando chegar ao supermercado sabe as quantidades exatas que vai necessitar.
  2. Use o congelador
    Não, esta não é uma dica para os mais preguiçosos. Também não estamos a aconselhar a comprar comida já feita. A ideia é que conserve a comida que comprou ou confecionou a mais. Muitas vezes acabamos pro cozinhar um pouco mais de quantidade que a necessária. Congelar será uma boa opção para evitar que o excedente seja deitado ao lixo.
    Dica: Coloque a comida um recipiente hermético de forma a conservar os alimentos e coloque-os no congelador.
  3. Tenha atenção ao prazo de validade dos seus produtos
    Muitas vezes em casa, acabamos por acumular muitos produtos alimentares. Depois das idas aos supermercados as dispensas acabam por se encher. Deixando produtos mais antigos para trás. Isto irá fazer com que os produtos acabem por ficar esquecidos no fundo das dispensas, passando assim as validades. 
    Para evitar que isto aconteça, experimente fazer uma organização à sua dispensa. Veja os produtos que tem, e os que têm um prazo de validade a chegar ao fim. Coloque os produtos com menos validade bem à sua vista para que não se esqueça de os usar. 
    Dica: Produtos que contenham a informação “consumir de preferência antes de…” são produtos que ainda podem ser consumidos mesmo depois de terminada a sua data de validade.
  4. Faça um reaproveitamento dos alimentos 
    Sabia que existem imensos truques para que não desperdice nem a água com que cozinha os seus legumes? É verdade!
    Para ajudar, deixamos algumas dicas que pode seguir, para que consiga aproveitar os seus alimentos até não conseguir mais:
    • Utilize primeiro as frutas e legumes mais maduros e só depois as mais verdes;
    • A fruta mais amolecida pode ser utilizada para assar (experimente adicionar canela) ou fazer batidos;
    • Aproveite as batatas, ou restos de vegetais e prepare deliciosas saladas;
    • Aproveite a água que utilizou para cozinhar legumes, para fazer uma sopa;
    • Aproveite cascas de cebola, limão ou laranja e experimente fazer chás. Ou em alternativa, para os mais corajosos, compotas.
  5. Faça um planeamento da sua semana
    Planear as refeições que pretende fazer durante a semana pode ser uma boa dica. Ao saber o que vai comer, vai saber também de que ingredientes vai necessitar para cozinhar. Isto fará com que saiba as quantidades necessárias e ajudará a fazer compras mais equilibradas e menos dispendiosas.

Estas são apenas algumas das dicas que poderá ter em consideração para conseguir reduzir o desperdício alimentar. 
Não é por acaso que este Grupo Operacional em como objetivo o desenvolvimento de práticas que permitam explorar por uma segunda vez as plantas em campo, nomeadamente o tomate.